O mundo encantado das mamães e seus bebês!

Travessuras…

by Gisele

A infância é um período muito gostoso de descobertas e muita criatividade dos pequenos. Acontece que com as travessuras é comum vir os acidentes e o apavoramento das mamães, principalmente as de primeira viagem.

O Blog maternoeinfantil preparou algumas dicas de como evitar os principais acidentes nessa fase.

É claro que os acidentes na infância variam muito em conformidade com os locais onde a família reside (campo ou cidade), tipos de moradia (casa, apartamento, térreo ou andares) e principlamente varia com a idade de quem está cometendo a travessura.

Acidentes Automobilísticos: Caso a criança esteja ocupando algum automóvel – Nunca pense que o trajeto é curto ou que não tem perigo. Pesquisas demonstraram que a grande maioria dos acidentes ocorrem próximos de casa ou do destino. Como evitar: Existem assentos adequados  para cada faixa etária, nunca leve as crianças no banco da frente e sempre utilize o cinto de segurança mesmo no banco de traz.

Quedas: As quedas costumam acontecer em casa, especialmente de mobílias, escadas, playgrounds e janelas. Como evitar: Nunca deixe os bebês sozinhos em camas, trocadores ou sofás, coloque barreiras de acesso às escadas, avalie se os brinquedos do Play são seguros ou se possuem proteção contra quedas, como chão recoberto de material macio, mantenha os acessos à lajes e sacadas fechados e coloque redes de proteção em janelas e sacadas dos apartamentos. Em caso de grades, verifique a distância das traves para que a criança não tente atravessá-las, retire os móveis que favoreçam às crianças a subirem nos parapeitos e que os ajudem a alcançar as janelas e outros móveis mais altos.

Afogamentos: Se a casa tem piscina o perigo é maior, mas esteja atenta aos clubes e áreas públicas e por incrível que pareça, como falei anteriormente, dependendo da idade até o banho é perigoso. Como evitar: Coloque barreiras de acesso à piscina da casa, em qualquer local nunca deixe a criança sozinha, mesmo que ela saiba nadar, acostume a criança a utilizar sempre as bóias e mesmo nesse caso não a perca de vista, verifiquem a presença de salva-vidas nos clubes e praias e não deixe a criança brincar próximo às piscinas ou entrar em locais perigosos mesmo acompanhada. Nunca deixe o bebê sozinho nas banheiras, mesmo que ele saiba sentar.

Asfixia: É ato institivo e faz parte do desenvolvimento das crianças levarem tudo á boca, portanto as mamães devem ter especial cuidado com os objetos deixados próximos aos filhotes. Os objetos mais comuns que provocam engasgamentos e asfixia são as moedas, partes pequenas de brinquedos, lápis e pedaços de plástico. Para evitar essa situação nunca deixe objetos pequnos próximos às crianças.

Se o bebê engasgar coloque-o de bruços em seu colo com a cabeça mais baixa que o corpo, dê pancadas secas nas costas do bebê (5 vezes), vire o bebê de frente, também com a cabeça mais baixa que o corpo, coloque 2 dedos na parte de baixo do osso do peito do bebê e empurre-o 5 vezes, repita esta operação desde o início até que a via aérea esteja livre e o bebê repire livremente. Nas crianças maiores fique em pé atrás da criança e coloque os punhos fechados na parte inferior do osso do peito, puxe com firmeza para cima e para dentro 5 vezes, repita a operação até que a crinaça respire normalmente.

Outra coisa que a criança pode levar à boca são medicamentos e produtos de limpeza e higiene (envenenamentos). Este tipo de acidente é imprevisível pois em segundos a criança pode ingerir algo que você não tenha visto. Mantenha as crianças longe destes produtos, guarde-os trancados em local seguro e de conhecimento apenas dos adultos.

Queimaduras: A causa mais comum de queimaduras é o derramamento de líquidos quentes e menos por acidentes com fogo. Como evitar: Mantenha os alimentos e bebidas quentes longe da borda dos balcões, pias e mesas, para as mesas é recomendável a retirada das toalhas para evitar que a criança puxe, mantenha a criança longe da cozinha se tiver alguém cozinhando. Utilize sempre as bocas de trás do fogão e sempre com os cabos para trás.

Oriente sempre as crianças quanto aos riscos de acidentes. Oriente também as babás e empregadas quanto as formas de prevenção dos acidentes e nunca, nunca perca seu pequeno de vista!


Gestante Saudável

by Gisele

A gestação pode ser um momento para você modificar aqueles hábitos que sempre lhe perseguiram, mas que você sempre teve vontade de mudar.  Principalmente porque seus hábitos agora estarão também afetando ao bebê que virá e você já deve se preocupar não é? 

O blog maternoeinfantil traz neste post algumas dicas para você se livrar destes hábitos:

Comece por melhorar sua alimentação: Tire da geladeira e armário as bebidas alcoólicas, os chocolates e doces, os biscoitos recheados e tudo o que considerar prejudicial à você e ao seu bebê.

Tente substituir os doces por frutas, as bebidas alcoólicas por suco, água ou água de côco. Aprenda a utilizar as versões integrais de pães, massas e arroz. No Post mamãe saudável, tem mais algumas dicas para melhorar a alimentação.

Tente também estipular objetivos, mas seja paciente, se ocorrer algum deslize volte ao ponto inicial e persista. Lembre-se sempre do seu principal objetivo, manter a saúde para que seu bebê nasça saudável.

Os maiores vilões de sua saúde são cigarro ou as bebidas alcoólicas? Faça o que puder para diminuir e eliminar de vez estes hábitos. Peça ao seu marido, ou a uma amiga para lhe ajudar, com conselhos ou lembrando à você os objetivos estabelecidos. Também pode ajudar se você relacionar estes objetivos em uma agenda, bilhetinhos para você mesma, mensagens positivas na mesa de trabalho…

Relaxar é preciso!!! Você já deve ter dito muitas vezes a frase: “como quando fico nervosa!”, ou “fumo quando estou estressada!” , muitas vezes o estresse nos faz cometer alguns excessos. Tire algum tempo do seu dia para relaxar e descançar.

Aproveite o tempo ocioso que tiver para ler um bom livro ou escutar músicas que possam lhe acalmar. Não dê espaço para as chateações, abstrarir certas situações pode ser uma boa estratégia.

Conversar com seu médico sobre suas preocupações, tirar todas as suas dúvidas podem ajudar a diminuir o estresse e fazer com que você diminua suas angústias e tensões.

É importante que você saiba, que nem sempre é fácil mudar algum hábito sem a ajuda profissional, principalmente quando não conseguir se livrar de algum hábito que ofereça maiores perigos para você e seu bebê como fumar ou usar drogas. Avalie se não chegou a hora de pedir ajuda.


Mamãe Saudável

by Gisele

Indiferente de que fase da vida a mamãe está, se é gestante, se já é mamãe ou se deseja ser mamãe, deve ter em mente que saúde e qualidade de vida serão importantes aliados no seu dia-a-dia, no desenvolvimento de suas tarefas e no preparo para a realização de seus planos de maternidade.

O primeiro passo da mamãe que quer ser saudável é analisar se sua alimentação está contribuindo ou não com este propósito. Aqui vai uma dica: Avalie seu cardápio, veja se suas refeições principais (almoço e jantar) contêm uma boa quantidade de verduras e legumes. Quanto mais colorido e variado melhor. Seu prato deve conter também uma porção de proteína, nesse caso a carne magra é a melhor opção e uma porção de arroz e de Feijão. Muito Simples não? Mas para que sua alimetação esteja sempre completa e equilibrada alguns pontos devem ser observados:

Mantenha em mente que sua alimentação deve conter todos os nutrientes essenciais à vida, deve estar na quantidade adequada à fornecer estes nutrientes, deve também estar adequada às suas necessidades, lembre-se que cada mamãe tem uma necessidade de acordo com seu peso, suas atividades, sua idade, fase da gestação, etc. E deve manter uma boa relação entre os nutrientes para que não tenha ausência de um e excesso de outro.

Agora você já pode dar o pontapé inicial para uma alimentação mais equilibrada. Mãos à obra!!!


Zilda Arns

by Gisele

foto: redetv

Não sei se vocês já ouviram falar de Zilda Arns. Mas eu não poderia deixar de falar dela aqui neste blog, que é de um tema tão intimamente ligado à ela e ao seu trabalho. Como falar de nutrição materno e infantil sem fazer-lhe uma justa homenagem?

Conheça Zilda Arns…

“Aliando experiência, bom senso e fórmulas simples, Zilda Arns Neumann, médica pediatra e sanitarista, planejou a atuação da Pastoral da Criança para vencer a mortalidade e a desnutrição infantil, e promoveu uma revolução na saúde pública do brasil.

Ela Nasceu em 1934, em Forquilhinha, Santa Catarina, Irmã de Dom Paulo Evaristo Arns, cardeal arcebispo emérito de São Paulo, e de Dom Crisóstomo, formou-se em medicina em 1955 e começou a trabalhar como pediatra do Hospital de Crianças Cezar Pernetta, de curitiba, onde permaneceu até 1964. Quando ficou viúva, montou um consultório nos fundos de casa, para não se afastar dos 5 filhos. Foi diretora do departamento de Saúde Materno e Infantil do governo do Paraná, iniciando programas bem-sucedidos, como o de Aleitamento Materno.

Em 1982, Dom Paulo voltou de uma reunião em genebra convencido de que a Igreja poderia ajudar a salvar vidas de crianças por meio da reidratação oral, e convidou Zilda a participar do projeto, que teria apoio da Unicef. Ela iniciou o programa no Paraná e em Florianópolis, onde o índice de mortalidade infantil era de 127 óbitos por mil nascidos. Nas comunidades, eram identificados líderes locais que escolhiam coordenadoras das suas respectivas comunidades para que estas passassem às mães as informações sobre higiene e nutrição. Um ano depois, o índice caiu para 27 óbitos por mil. Para reverter a desnutrição, as famílias aprenderam a utilizar a multimistura, farinha altamente nutritiva feita com farelos de trigo ou arroz, pó de casca de ovo e outros ingredientes. Em seguida, a pastoral passou a enviar mensagens de incentivo ou alerta, de acordo com os resultados alcançados. O sucesso da experiência é comprovado pela redução da desnutrição e mortalidade infantil nas comunidades onde a pastoral atua.

Os principais instrumentos de trabalho são as visitas mensais  à famílias carentes, o Dia do peso e as reuniões nas comunidades.

Além de Coordenar a Pastoral da Criança, Zilda Arns representou a CNBB no Conselho Nacional de Saúde, integrou o Conselho da Comunidade Solidária e coordenou a Comissão Intersetorial de Saúde do Índio. Recebeu mensão honrosa de Direitos humanos e foi escolhida pela Unicef como personalidade brasileira em prol da criança. Em 2001 foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz”.

A Dra. Zilda Arns faleceu em 12 de janeiro de 2010 em Porto príncipe – Cuba, vítima de um terremoto.

Fonte: Gente de Fibra – Ano 2003


Bem vindos ao Blog maternoeinfantil!

by Gisele

Este blog foi pensado com muito carinho e amor, pois traz informações e emoções do mundo encantado das mamães e seus filhos. Queria poder contribuir com informações que ajudassem as mamães em seus momentos de insegurança e aflições. Como sou nutricionista minha vontade era contribuir para que as mamães ficassem tranquilas ao alimentar e lidar com situações do cotidiano de seus filhos, mas como não falar dos demais vínculos? Afinal esse mundo mágico é cheio de conexões. Então, aqui está um blog novinho passeando pelo mundo encantado materno e infantil. Bem vindos! Espero que gostem…