O mundo encantado das mamães e seus bebês!

DICAS PARA INCENTIVAR A CRIANÇA A UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

by Gisele

DICAS PARA INCENTIVAR A CRIANÇA A UMA ALIMENTAÇÃO SAUDAVEL

  1. Incentivo a mastigação dos Alimentos, Comer Devagar parágrafo facilitar a Digestão e saborear OS Alimentos;
  2. Procure Fazer com Que a Criança perceber como Refeições los Lugar tranquilo, evitando Outro Tipo de Atividade enquanto se Alimenta, Como POR Exemplo, Assistir TV;
  3. Ofereça 6 a 8 Refeições Diarias, evitando Longos periodos de jejum (NAO SE DEVE Ficar Mais Que 3 Horas SEM se Alimentar);
  4. Ofereça Mais preparações assadas, grelhadas, ensopadas;
  5. . Os Alimentos Ricos los Açúcar Reduzidos devem servi Substitua OS Doces POR FRUTAS E os Refrigerantes POR sucos de frutas;
  6. Dar preferencia Ao Produtos Naturais evitando Industrializados, geralmente Os Industrializados Contém Grandes quantidades de Gordura, Açúcar, Aditivos e sal (habitue-se a LER OS Rótulos);
  7. Utilize condimentos Naturais parágrafo temperar a Alimentação ofertada Como: orégano, limão, alho, cebola, salsa, cebolinha, evitando, ASSIM, o Consumo de Molhos ricos los Gorduras EO Excesso de sal;
  8. Incentivo a Ingestão de frutas, verduras e legumes e aproveite Sempre Que Possível como cascas e bagaços. Como Fibras contidas nestes Alimentos ajudam o Organismo não Controle da glicose, colesterol, hipertensão e não funcionamento do intestino.

 

Mais DICAS e Informações. Parágrafo E de atendimento individualizado, Consulte hum de nossos nutricionistas.

Aprender Nutrir: 021-41080204 – Ligue e Agende SUA consulta!


 

 


Doar o Leite Materno é Possível.

by Gisele

O Blog Materno e Infantil apoia esse ato de amor!!!


Nutrição Personalizada

by Gisele


Dicas de inserção dos alimentos na dieta da Criança

by Gisele


Pura verdade!

by Gisele


by Gisele


by Gisele


De Volta!!!

by Gisele

Obaaa!!!

O Blog Materno e Infantil está de volta!


Dicas de Saúde!!!

by Gisele

Dicas de saúde para as (os) maternas (os) e para os infantis.

Com esse calorão não dá pra descuidar do filtro solar, da alimentação e da Hidratação, água, água e mais água…

A sensação de sede é mais imperiosa do que a da fome,  sendo a água mais indispensável à vida que a comida.

Assim como o automóvel requer lubrificante, nosso organismo requer água. Se esta falta, há sérios prejuízos à saúde.  Disturbios comuns podem aparecer, como “peso no estômago”, inapetência, dispepsia, intestino preguiçoso, indisposição geral.

Uma pessoa adulta perde cotidianamente dois litros ou mais, que são expelidos em maior parte pela urina, em parte pela respiração, em parte pela transpiração e em parte pelas fezes.

Cerca de 1 litro pode ser fornecido pelos alimentos consumidos, principalmente frutas e hortaliças. O restante devemos ingerir bebendo de 6 a 8 copos de água por dia.

Quando deve-se beber água? Antes, durante ou depois das refeições?

Uma boa recomendação é que bebamos 2 copos em jejum, dois copos entre o desjejum e o almoço, dois copos entre o almoço e o jantar e 1 copo após o Jantar.

É recomendável também que a água seja ingerida uma hora antes ou 2 horas após as refeições. Evite tomar água ou qualquer outro líquido durante as refeições, pois a digestão pode ser prejudicada.

A água é refrescante, ativa as secreções intestinais e os movimentos do intestino, chamados movimentos peristálticos. Ela  excita as glândulas exócrinas a aumentar as suas secreções e estimula o anabolismo e o catabolismo ( processos de perda e ganho de nutrientes na célula, principalmente proteínas e gorduras). Por isso é um alimento que influencia o desenvolvimento físico e serve de veículo para a expulsão das “matérias” que não fazem bem ao organismo. Exemplo: Radicais livres.

Bom verão com muita água!!!

 

 


Irmãos Salvadores

by Gisele

Muitos dos Leitores devem ter visto matéria sobre a Menina Maria Clara. Que foi gerada por Fertilização in vitro com teste de compatibilidade e que poderá ser doadora de células tronco para a irmã que sobre de uma doença no sangue.

Essa história é recente, mas o tema já vem sendo abordado no Brasil há algum tempo. Inclusive com matéria bem interessante na revista veja de 12 de Outubro de 2011.

Um teste permite a seleção de embriões com genética compatível para a cura de irmãos portadores de doenças fatais.

Na última década, cerca de 5000 casais, ao redor do mundo, tentaram gerar um filho para salvar a vida de um outro filho portador de uma doença genética de origem hereditária.

Os resultados de uma fertilização in vitro com teste de compatibilidade são bem melhores se comparados com a FIV sem o teste e com a tentativa de forma natural. Pois nestas duas últimas mesmo que os filhos gerados sejam normais, não há garantia de que ele seja compatível.

Alguns países como Estados Unidos, Espanha, Turquia e Holanda permitem o teste de compatibilidade sem restrições, já França e Grécia só permitem o teste se houver comprovação de que a doença dos filhos anteriores é hereditária. Na Inglaterra o teste só é permitido se realizado em clínicas vinculadas ao governo.

Aqui no Brasil e na Argentina, não há leis específicas sobre o assunto.

O teste de compatibilidade custa em torno de R$5000,00.

Questões éticas e filosóficas são o maior entrave para que a técnica seja mais utilizada entre as famílias que passam por essa situação.