O mundo encantado das mamães e seus bebês!

Dicas de Saúde!!!

by Gisele

Dicas de saúde para as (os) maternas (os) e para os infantis.

Com esse calorão não dá pra descuidar do filtro solar, da alimentação e da Hidratação, água, água e mais água…

A sensação de sede é mais imperiosa do que a da fome,  sendo a água mais indispensável à vida que a comida.

Assim como o automóvel requer lubrificante, nosso organismo requer água. Se esta falta, há sérios prejuízos à saúde.  Disturbios comuns podem aparecer, como “peso no estômago”, inapetência, dispepsia, intestino preguiçoso, indisposição geral.

Uma pessoa adulta perde cotidianamente dois litros ou mais, que são expelidos em maior parte pela urina, em parte pela respiração, em parte pela transpiração e em parte pelas fezes.

Cerca de 1 litro pode ser fornecido pelos alimentos consumidos, principalmente frutas e hortaliças. O restante devemos ingerir bebendo de 6 a 8 copos de água por dia.

Quando deve-se beber água? Antes, durante ou depois das refeições?

Uma boa recomendação é que bebamos 2 copos em jejum, dois copos entre o desjejum e o almoço, dois copos entre o almoço e o jantar e 1 copo após o Jantar.

É recomendável também que a água seja ingerida uma hora antes ou 2 horas após as refeições. Evite tomar água ou qualquer outro líquido durante as refeições, pois a digestão pode ser prejudicada.

A água é refrescante, ativa as secreções intestinais e os movimentos do intestino, chamados movimentos peristálticos. Ela  excita as glândulas exócrinas a aumentar as suas secreções e estimula o anabolismo e o catabolismo ( processos de perda e ganho de nutrientes na célula, principalmente proteínas e gorduras). Por isso é um alimento que influencia o desenvolvimento físico e serve de veículo para a expulsão das “matérias” que não fazem bem ao organismo. Exemplo: Radicais livres.

Bom verão com muita água!!!

 

 


“Clima Gravídico”

by Gisele

Dia destes eu estava aguardando por uma consulta no Ginecologista e enquanto lia alguns folders na sala de espera li a expressão “Clima Gravídico”. O que seria isso?

Entendi o “Clima gravídico” na hora! Pois compreende todos os anseios daqueles que querem engravidar.

Quem está nesse “clima gravídico”, deve desde já começar os preparativos para uma futura gestação. Como nosso intuito aqui é ajudar nessa preparação vamos começar por falar da alimentação.

A futura mamãe deve engravidar quando se está o mais próximo possível do peso normal, tentar estar nesse peso antes da concepção. Se vc não sabe por onde começar, vai aí algumas sugestões:

Reveja os horários de suas refeições: Tente fazer mais refeições em menor quantidade, no mínimo 6 refeições ao dia;

Tomar bastante água, além de hidratar e ajudar no ritmo intestinal, elimina impurezas e evita infecções urinárias.

Inclua frutas e verduras na alimentação e comece a trocar alguns alimentos por sua versão integral (Ex: arroz, cereal, pães). Estes alimentos ajudarão no controle intestinal e na saciedade. Além de conterem alguns nutrientes importantes para a gestação que virá.

Seu médico irá orientá-la sobre alguns cuidados, aproveite para tirar dúvidas. E lembre-se uma dieta ideal para você deve ser personalizada por um nutricionista. Não pretendemos aqui substituir nenhum destes profissionais.